Leilão Especial Online

LEÃO (Duarte Nunes de). CRONICAS Del Rey Dõ Ioam de Gloriosa Memoria [...] e as dos Reys D. Duarte e D. Affonso V. Em Lisboa. 1643.

The auction will start in __ days and __ hours

Start price: €300

Estimated price:

Auction house commission: 15%

VAT: On commission only

LEÃO (Duarte Nunes de)
CRONICAS Del Rey Dõ Ioam de Gloriosa Memoria […] e as dos Reys D. Duarte e D. Affonso V. Ao muito alto, e muito poderoso Rey Dom Ioam o IV. nosso Senhor. Tiradas a luz por ordem do ilmo, e rmo Senhor Dom Rodrigo da Cunha […] e Autos do Levantamento, e Iuramentos DelRey N.S. D. Ioam o IV e do Serenissimo Principe D. Theodosio N. S. & Proposição das Cortes. Em Lisboa: Por Antonio Alvarez, 1643.

8.º; ¶4, A-Z, A-B8, C4, a-d, Aa-Pp8, Qq5, ¶1, ¶¶1, [ ]1, A-E, Aa-Ee2, Ff1, Aaa-Bbb2; [8], 406, 62, [2], 250, [4], [56] pp., 1 grav.; 280 mm. Encadernação inteira de pele da época, muito cansada; ligeiramente aparado; acidez; gravura dos "Autos" com falta da metade exterior.

EDIÇÃO PRINCEPS da segunda parte das conhecidas ‘Crónicas dos Reis de Portugal’ de Duarte Nunes de Leão. Jurista, linguísta, o autor nasceu em Évora em 1530. Licenciou-se em Coimbra em Direito Civil, destacando-se como desembargador da Casa da Suplicação. Deixou publicadas várias obras importantes, entre as quais a presente, destacando-se a vanguarda nos estudos ortográficos ao procurar “descobrir as fontes dos vocábulos de que usam os portugueses para que não somente falassem com pureza, mas escrevessem com pontuação” (Barbosa). Foi um grande defensor dos direitos de Castela à coroa portuguesa em 1580.
Sobre os méritos de Duarte Nunes de Leão na composição cronista diz-nos o Marquês de Alegrete “Abriu caminho à crítica da nossa história, escrevendo com juízo e madureza as crónicas dos primeiros reis de Portugal” (cit. Inoc., II, p. 211). Ainda em sua vida foram publicadas as Crónicas dos primeiros Reis de Portugal, por Pedro Craesbeeck, em 1600, seguindo-se estas, publicadas sob a responsabilidade de D. Rodrigo da Cunha e sem nome de autor, em 1643.
A obra, de colacção relativamente complexa, contém as primeiras folhas preliminares com frontispício, dedicatória, licenças e índice da Crónica de D. João I, seguindo-se o respectivo texto até à página 406, a Crónica de D. Duarte ocupa as 62 pp. seguintes, o texto da Crónica de D: Afonso V segue nas páginas numeradas de 1 a 250, terminando com 4 páginas inumeradas de índice. Segue-se os “Autos do Levantamento, e Juramento”, acompanhado da respectiva gravura com a disposição das Cortes de 1641 que falta na maioria dos exemplares. MUITO RARO.
Barbosa, I, p. 736; Samodães, 2247; Salema Garção I, 2111; Pinto Matos, p. 338; Travel & Exploration, 1770; Inoc., II, 210; VIII, 355; IX, 154

 

Todas as informações contidas no site ECLÉCTICA LEILÕES® são sua propriedade exclusiva e não podem ser reproduzidas sem autorização prévia